A sensação de bolo na garganta pode ser de alguma doença psicológica?

Todo mundo conhece a sensação: de repente a garganta fecha, a boca fica seca, as palavras parecem não querer sair. Situações que causam fortes emoções costumam provocar esse conhecido incômodo: o nó na garganta.

Este sintoma pode ocorrer por vários motivos distintos e em alguns casos é importante procurar ajuda médica, para evitar complicações.

O que podem causar sensação de bolo na garganta são:

1. Estresse e ansiedade

Reações emocionais como estresse e ansiedade podem causar sintomas como sensação de bolo na garganta, enjoo e vômitos, sensação de aperto no peito, tensão muscular ou tremores, por exemplo. Porém, muitas vezes, o sintoma é psicológico e ocasionado por ansiedade ou estresse.

Como aliviar: para aliviar esta sensação causada pela ansiedade, pode-se recorrer a técnicas de relaxamento como Yoga ou mindfulness, além da ajuda de um terapeuta. Caso os sintomas de estresse e ansiedade não passem com as técnicas de relaxamento ou com a ajuda de um psicólogo, pode ser necessário fazer uso de remédios calmantes que devem ser receitados pelo psiquiatra após consulta.

2. Refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico consiste no retorno do conteúdo do estômago para o esôfago, em direção à boca, podendo causar dor, ardência e inflamação e sensação de bolo na garganta.

Esta sensação pode ser causada por questões físicas, como refluxo gastroesofágico, problemas na tiroide, edema da glote, distrofia miotônica, alergias alimentares e até mesmo câncer.

Como aliviar: Para reduzir a dor e desconforto que o ácido provoca na garganta, geralmente o tratamento consiste na administração de remédios inibidores da produção de ácido como o omeprazol ou esomeprazol, ou antiácidos, como hidróxido de alumínio, hidróxido de magnésio e bicarbonato de sódio, que devem ser usados conforme a orientação do médico.

3. Problemas na tireoide

A glândula da tireoide encontra-se localizada no pescoço por isso pode sentir-se dor nesse local quando se identifica um nódulo ou caroço na região do pescoço, podendo o funcionamento da glândula da tireoide estar alterado.

Como aliviar: Caso o bolo na garganta ocorra devido a problemas na tireoide, o melhor a fazer é consultar o endocrinologista, que irá solicitar a realização de exames para verificar o funcionamento da glândula e, assim, iniciar o tratamento mais adequado.

4. Edema da glote

O edema de glote é uma reação alérgica grave constituída por uma inchação repentina dessa estrutura anatômica, o que impede a passagem do ar para os pulmões.

Como aliviar: Em caso de edema da glote deve-se ir imediatamente à urgência médica para evitar parada respiratória e, consequentemente, o óbito.

5. Miastenia Gravis

A Miastenia Gravis é uma doença que pode causar, entre outros sintomas, fraqueza dos músculos do pescoço que deixam a cabeça pendida para a frente ou para o lado. Esta alteração na força dos músculos, por vezes, pode causar uma sensação de bolo na garganta.

Como aliviar: O tratamento para miastenia grave consiste no uso de remédios que permitem um maior controle dos músculos, e na realização de uma cirurgia para retirada do timo, que é uma glândula que está relacionada com o sistema imunológico.

6. Distrofia miotônica

A distrofia miotônica é uma doença genética que se caracteriza pela dificuldade em relaxar os músculos após uma contração, sendo que os músculos mais atingidos são os da face, pescoço, mãos, pés e antebraços. Assim, é provável que pessoas com esta doença tenha uma sensação de bolo na garganta.

Como aliviar: O tratamento para distrofia miotônica pode incluir o uso de medicamentos como Fenitoína, Quinina, Procainamida ou Nifedipina, que aliviam a rigidez muscular e as dores causadas pela doença e fisioterapia, que leva a um aumento da força muscular.

Como lidar com o transtorno da ansiedade? A psicoterapia ajuda?

Em um certo nível de controle, a ansiedade pode até mesmo ser considerada saudável, já que o medo nos auxilia a evitar comportamentos impulsivos, por exemplo. Em que momento ela pode fazer mal e causar preocupação?

A ansiedade passa a ser considerada patológica quando, por um longo período de tempo, a pessoa não consegue mais identificar o que está lhe causando medo e angústia em determinada situação e tende a interpretar situações normais como eminentemente perigosas ou catastróficas.

Quando a ansiedade passa a paralisar o indivíduo, ocupando boa parte de seu tempo, consumindo energia e trazendo limitações à vida diária, significa que ela já ultrapassou os limites do natural e chegou a hora de procurar ajuda.

A psicoterapia é a intervenção mais eficaz para lidar com o transtorno de ansiedade e, em alguns casos, pode também ser combinada com medicações prescritas por médicos especializados.

Através do diagnóstico correto e de muito diálogo, o psicoterapeuta encontra, junto com o paciente, as verdadeiras razões que levam à crise de ansiedade e o tratamento para este tipo de reação que desencadeia o transtorno.

Ao contrário do que muitos pensam, a ansiedade pode ser facilmente controlada se o paciente realmente se dedicar e tiver interesse em se livrar deste sofrimento.

A psicoterapia se aprofunda no íntimo dos pacientes e faz com que eles enxerguem em si mesmos o que precisa ser mudado. É um processo que nem sempre é fácil, mas é totalmente possível.