O que saber antes de engravidar

O que saber antes de engravidar

O que saber antes de engravidar? Isso é o que você encontrará no artigo de hoje. Então fique de olhos bem abertos e leia tudo até o final para não perder nada.

Para ter uma gravidez saudável, é importante que o casal consulte um ginecologista pelo menos 3 meses antes da gravidez para que ele possa instruir, tanto a mulher, quanto o homem sobre o que fazer para garantir uma gravidez saudável.

É importante tomar algumas medidas preventivas antes da gravidez, como aumentar a ingestão de alimentos ricos em ácido fólico ou usar suplementos para promover o desenvolvimento saudável do bebê.

A seguir irei te passar algumas dicas sobre o que você deve saber antes de engravidar. 

1.O que saber antes de engravidar? Comece a tomar ácido fólico

O ácido fólico é uma vitamina do complexo B importante que garante o fechamento adequado do tubo neural do bebê. Isso acontece nas primeiras semanas de gravidez, quando as mulheres geralmente não sabem que estão grávidas.

Portanto, aumentar a ingestão de alimentos ricos em ácido fólico, como brócolis, ovos cozidos e feijão preto, pode ajudar a garantir uma gravidez saudável.

Além disso, geralmente é recomendado o uso de suplementos de ácido fólico, que devem ser tomados pelo menos 3 meses antes de interromper a contracepção para reduzir o risco de problemas neurológicos no bebê.

2. Faça exames pré-concebidos

Um exame de sangue completo, exame de urina, exame de fezes e teste sorológico para citomegalovírus, rubéola, toxoplasmose, sífilis, hepatite B e AIDS devem ser realizados pelo menos 3 meses antes de você começar a tentar engravidar.

Além disso, a mulher também deve fazer um exame de ultrassom para verificar sua saúde ginecológica. Os homens também podem realizar uma contagem de esperma para avaliar a eficiência e a quantidade de esperma.

Se a futura mãe ou pai tiver histórico familiar de anomalias genéticas, ou se o casal for próximo, como um primo casado, ambos os cônjuges também devem passar por testes genéticos específicos.

3. Evite café e bebidas alcoólicas

Beber álcool durante a gravidez não é recomendado. Portanto, se uma mulher tentar engravidar, a gravidez pode acontecer a qualquer momento sem que ela saiba. Logo, o consumo de bebidas alcoólicas deve ser evitado.

Além disso, a ingestão de café também deve ser reduzida, pois afetará a capacidade das mulheres de absorver o ferro. Portanto, a dose de cafeína não deve exceder 200 mg.

4. Verifique a vacina

Certas vacinas são importantes para garantir uma gravidez tranquila, como as da rubéola, varicela, hepatite B e tétano, portanto, se a mulher não tiver recebido nenhuma dessas vacinas, ela deve consultar o médico. Leia também: Grávida pode usar Neosoro?

5. Pratique exercícios regularmente

O exercício regular pode promover o relaxamento do corpo e melhorar seu funcionamento, além de ajudar a manter um peso ideal, o que também contribui para uma gravidez saudável e tranquila.

Você pode continuar a se exercitar durante a gravidez. No entanto, as mulheres devem evitar esportes de alta intensidade, como saltos, jogos de futebol ou basquete, porque as quedas podem causar aborto espontâneo.

Em vez disso, elas devem escolher esportes mais seguros, como caminhada, fitness, corrida, ciclismo, e treinamento geral.

7. Alimente-se bem

Além de evitar gorduras, açúcares e alimentos processados, uma boa sugestão é investir em alimentos saudáveis ​​como frutas, vegetais, fibras e probióticos, que fornecerão ao corpo os nutrientes necessários para uma gravidez saudável.

É importante incluir alimentos ricos em ácido fólico e vitamina E em sua dieta, como brócolis, espinafre, peras, suco de tomate, salmão, sementes de abóbora, couve, ovos, amoras, maçãs e cenouras. Isso porque ajuda a regular a produção de hormônios e promover a concepção.

Dicas que você deve seguir antes e depois de engravidar.

O que saber antes de engravidar

Aproveite a vida

Antes de decidir engravidar, o casal deve ter uma vida despreocupada, sem filhos. Viajar, ter um encontro normal, dormir tarde, surfar, andar a cavalo, enfim, fazer o que quiser, disse.

 Faça a si mesmo algumas perguntas

Ter um bebê é um compromisso para a vida toda, então, é importante se fazer algumas perguntas, como:

“Meu parceiro concordou?”

“Ele e eu temos crenças religiosas diferentes. Já discutimos o impacto disso no futuro da criança?”

“Estamos todos dispostos a abrir mão do luxo, como ir para a cama tarde?”

O que saber antes de engravidar? Considere a situação financeira

Para ter filhos, é necessário se planejar em todos os aspectos, incluindo o planejamento financeiro. É importante que o casal faça uma estimativa de gastos e verifique se o orçamento familiar atual aguenta essa grande mudança.

Recomenda-se que ambos os cônjuges tenham economias para cobrir o aumento das despesas, principalmente nos últimos meses de gravidez e para se preparar para o nascimento do bebê.

É preciso lembrar que essa escolha tem um preço, e ‘encontraremos um caminho’ não é a melhor maneira de pensar.

Fale francamente com seu parceiro

O casal precisa ter certeza de que está pronto para ter filhos. Esta não é uma decisão qualquer. Portanto, ambas as partes devem estar cientes da emoção dessa decisão, mas nunca deixar os motivos de lado.

Como está o seu relacionamento? Você e o futuro pai do seu bebê têm os mesmos desejos? Ver seu bebê como uma solução para um relacionamento instável pode ser uma armadilha, pois a própria situação exige várias renúncias, o que significa que a escolha é final.

O que saber antes de engravidar? Esteja preparado para enfrentar opiniões

Na verdade, se o casal tomar uma decisão tão importante, eles certamente ouvirão opiniões diferentes no final – algumas são encorajadoras, outras podem estar pedindo sugestões. “Isso é ótimo! Está na hora, certa?”; “Tem certeza que quer um bebê? Isso precisa ser corrigido!”; “Você é muito novo?” … Busque sempre lidar com essas opiniões para que elas não

Cuide-se bem

É importante lembrar que ninguém nasce sabendo ser mãe. Dar à luz é uma responsabilidade e um compromisso, uma decisão que deve ser considerada com calma, confiança e sinceridade. 

Então, decida seus sentimentos e sua saúde mental. Muitas vezes é mais difícil para mulheres com depressão engravidar.

Se você não tem ‘cabeça aberta’, é melhor procurar ajuda antes da gravidez, porque as mudanças hormonais são muito drásticas e frequentemente levam à gravidez, resultando também na depressão e depressão pós-parto.

Se a mulher mantém o equilíbrio durante a gravidez, tudo ficará mais fácil, inclusive o parto.

Enfatizar que a gravidez não é uma doença, mas as mulheres devem estar cientes de que as mudanças físicas e psicológicas são inevitáveis.

Michele Salvino
Meu nome é Michele Salvino. Estou no último semestre da faculdade de Nutrição. Sou apaixonada pelo estilo de vida saudável, por práticas que facilitem o bem-estar.