Inflamação celular e sua conexão com a perda de peso

Inflamação celular

A inflamação celular está mantendo você com excesso de peso?

Quando decidimos perder peso, “inflamação celular” nunca vem em mente, não é mesmo?

Só de pensar em perder peso, essas coisas já devem ter vindo em mente:

  • Eu preciso comer menos, observar minhas calorias, comidas com baixo teor de gordura, low-carb, etc.
  • Eu não posso nem pensar em lanches, refrigerantes, doces, etc.
  • Tenho que fazer exercícios, aeróbicos, preciso ir a uma academia, etc.
  • Dietas, suplementos para perda de peso, pílulas que queimam gordura, etc.

Você trabalha muito ou dorme menos de 6 horas por noite? Isso pode causar inflamação em seu corpo.

Você tem dificuldade para comer bem e nas horas corretas, optando por um lanchinho ou um alimento congelado? Você provavelmente está adicionando inflamação ao seu corpo.

Sabe aqueles dias que você sente que tem que “tomar uma” depois de um longo dia de trabalho? Então, infelizmente, isso pode estar contribuindo com sua inflamação celular.

Infelizmente, 95% dessas “coisas” que você pensa que precisa fazer para perder peso, podem te levar a um fim pior do que você estava antes.

Isso significa que você já estava com inflamação celular antes. Esses “truques” para emagrecer só aumentaram sua taxa de inflamação e ganho de peso.

É um círculo vicioso…

Anos e anos com a mesma rotina alimentar, podem causar ganho de peso significativo devido à inflamação constante.

Infelizmente, a maioria esmagadora de pessoas como nós, não têm o luxo de um trabalho com menor carga horária. Boas noites de sono são difíceis, em nosso dia a dia corrido, temos mais tarefas para cumprir do que tempo.

Então, o que fazer?

O que é “Inflamação Celular” e por que nos evita de perder peso?

inflamação celular cronica

Inflamação celular é um processo inflamatório que ocorre á nível celular básico. É um processo normal que ocorre no corpo e é ativado em situações agudas, para ajudar na cicatrização do tecido. Contudo, quando essa inflamação se torna crônica, ela se torna completamente hostil para sua saúde de modo geral. Nesse ponto, a inflamação deixa também seu corpo pronto para a obesidade.

Má alimentação, tabagismo, estresse, hiperglicemia (aumento de açúcar no sangue) e hipertensão (pressão alta), podem virar o interruptor da inflamação para a posição “LIGADO”.

Inflamação celular crônica

Esses hábitos de má qualidade e que produzem inflamação desencadeiam três hormônios que armazenam gordura:

A inflamação crônica nos torna resistente à INSULINA (hormônio que ajuda a controlar açúcar no sangue) e à leptina (hormônio envolvido na saciedade). Isso leva ao aumento de apetite, ganho de peso e possivelmente à obesidade.

LEPTINA regula o nível de gordura do seu corpo, controlando o apetite e o metabolismo. Então, à medida que você adiciona mais tecido adiposo (gordura), seu corpo produz mais leptina. O problema é que a inflamação crônica prejudica a capacidade do cérebro de receber a mensagem de saciedade que a leptina envia. Ou seja, o cérebro entende que você precisa comer, e te dará a sensação de fome mesmo que não precise.

O estresse crônico aumenta a produção de CORTISOL. O cortisol, nosso “hormônio do estresse”, é produzido pelas glândulas suprarrenais, que, quando em pouca duração, nos beneficia no processo inflamatório e na perda de peso. Entretanto, nosso corpo não entende a diferença entre estresse físico e psicológico. Se você comer uma rosquinha, estresse. Se você se preocupar com suas contas, estresse. Não dormiu o suficiente, estresse. São estes e muito mais fatores que cronicamente, levam a níveis elevados de cortisol.

A inflamação e o excesso de gordura corporal formam um ciclo no qual a inflamação leva ao ganho de gordura, e o ganho de gordura leva ao aumento da inflamação.

Perder peso é a maneira mais eficaz de “desligar” o interruptor da inflamação crônica. No entanto, mudanças significativas precisam ser feitas.

A causa oculta do ganho de peso: Inflamação

É muito importante que você encontre a fonte principal de sua inflamação. É mais que possível que você tenha várias causas de inflamação.

Como mencionado antes, a inflamação é uma resposta natural do seu corpo a qualquer coisa sinalizada como prejudicial. Decerto, ela vai acontecer quando você bater o cotovelo em uma porta ou quando for picado por um mosquito. Isto ocorre porque as proteínas inflamatórias ajudam os tecidos a se curarem e repararem.

Você não quer que a inflamação esteja constantemente em sua vida.

Quando você come alimentos processados, produtos químicos, conservantes, glúten e outros alimentos inflamatórios, você cria um ambiente tóxico e doente em seu corpo.

Este ambiente é o estilo de vida preferido de uma célula de gordura.

Células de gordura promovem inflamação, o que leva a mais células de gordura, o que promove mais inflamação. Quando você se der conta, estará obeso, diabético e completamente frustrado.

Reduzir a inflamação ajuda a eliminar gordura e eliminar gordura ajuda a reduzir a inflamação.

Como eu sei que estou com inflamação celular?

Inflamação ocorre toda vez que seu organismo precisa eliminar quaisquer coisas que sejam prejudiciais à sua saúde, tais como:

  • Bactérias ruins em nosso alimento ou água.
  • Toxinas ambientais como pesticidas.
  • Alérgenos ambientais como ácaros, pólen, pelos, etc.
  • Alimentos processados / inflamatórios como açúcares, gorduras trans, aditivos, conservantes, etc.
  • Estresse, má qualidade de sono, desequilíbrio hormonal, instabilidade de açúcar no sangue, etc.

A vida moderna nos expõe a todas essas “situações inflamatórias”. Contudo, a probabilidade de você enfrentar esses gatilhos que causam a inflamação todos os dias é muito alta.

Independente de você aceitar ou não essa realidade, o seu corpo está reagindo.

Continue lendo e veja como fazer um teste de sua taxa de inflamação.

Lactose e glúten são inflamatórios?

A lactose e o glúten possuem potenciais alérgenos e são considerados responsáveis ​​pelos processos inflamatórios, mas a exclusão deve ser avaliada individualmente e a retirada total deve ser indicada apenas para pessoas que sejam sensíveis a eles, caso contrário, indica-se o consumo moderado e balanceado.

Inflamação celular como tratar

Maneiras de reduzir a inflamação no corpo:

A melhor maneira de reduzir a inflamação em seu corpo é reduzir o consumo de alimentos inflamatórios e aumentar o consumo de alimentos anti-inflamatórios. Além disso, comer alimentos que contenham ômega 6 (pró-inflamatório) e ômega-3 (anti-inflamatório) de forma equilibrada ajuda a controlar a inflamação.

  • Peixes: salmão, atum, arenque, sardinha, cavalinha
  • Oleaginosas: castanhas, nozes, amêndoas, chia, linhaça, feijão, ervilha
  • Sementes e grãos integrais: linhaça, gergelim, gérmen de trigo, quinua, amaranto Frutas ricas em vitamina C: laranja, kiwi, acerola, limão, goiaba, tangerina, maracujá, caju, melão, mexerica, mamão, morango, acerola
  • Óleos: azeite de oliva extra virgem
  • Frutas: limão, kiwi, morango, uva, maçã, mamão e laranja
  • Legumes e vegetais: gengibre, couve-flor, nabo, rabanete, repolho, cenoura, abóbora, espinafre, rúcula, brócolis, agrião, escarola e couve
  • Chás de ervas: chá-verde, chá de alecrim, chá de gengibre, chá de erva doce
  • Ácidos graxos monoinsaturados (ômega 9): azeitona, abacate, castanhas, nozes
  • Gengibre: rico em vitaminas C, B6 (piridoxina) e com ação bactericida, auxilia no fortalecimento do sistema imunológico
  • Inhame: aumenta as defesas do organismo, tem ação anti-inflamatória, rico em vitamina C, complexo B, ferro, magnésio, betacaroteno tem ação antioxidante ajudando a eliminar toxinas do corpo como micro-organismos e inflamações
  • Alho e cebola: ambos possuem grande quantidade de antioxidantes (quercetina e rutina) e anti-inflamatórios (1, 2)

Dieta anti-inflamatória ajuda a perder peso?

Em caso de desequilíbrio alimentar e consumo excessivo de alimentos pró-inflamatórios, o corpo não consegue converter de forma eficiente as calorias consumidas em energia. Dessa forma, o consumo de alimentos antiinflamatórios ajuda a melhorar o funcionamento ideal do corpo, reduzindo o armazenamento de gordura e promove a perda de peso.

No entanto, uma dieta anti-inflamatória não é recomendada apenas para perda de peso, mas para melhorar os hábitos alimentares e reeducar o estilo de vida. Em alguns casos, planos de dieta prescritos por nutricionistas para reduzir a inflamação no corpo podem reduzir o peso. (1,2)

Atividade física reduz a inflamação do corpo?

Não fazer exercícios físicos aumentará a presença de substâncias que causam inflamação no corpo e reduzirá a capacidade de defesa antioxidante (isso ajuda o corpo a reduzir a inflamação). Portanto, o sedentarismo acaba piorando a inflamação.

Entre os processos inflamatórios crônicos conhecidos estão: artrite, asma e processos alérgicos, certos tipos de câncer, doenças cardiovasculares, síndromes intestinais, doença celíaca e diabetes.

Michele Salvino
Meu nome é Michele Salvino. Estou no último semestre da faculdade de Nutrição. Sou apaixonada pelo estilo de vida saudável, por práticas que facilitem o bem-estar.