Celulite infecciosa: o que é, quais as causas e tratamento

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

A celulite infecciosa, também conhecida como celulite bacteriana, acontece quando bactérias conseguem entrar na pele, infectando as camadas mais profundas e causando sintomas como vermelhidão intensa na pele, dor e inchaço, acontecendo principalmente nos membros inferiores.

Apesar de o nome ser igual, ela não tem nada a ver com os furinhos clássicos que a gente conhece. Isso mesmo. A celulite infecciosa até começa na pele, mas atinge a camada de gordura e provoca uma infecção.

Assim sendo, sempre que existe suspeita de uma infecção na pele é muito importante ir ao pronto-socorro para fazer o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado, que normalmente é feito com o uso de antibióticos.

Causas das Bactérias

A causa? Bactérias que entram no tecido gorduroso. “Na verdade, nossa pele é colonizada por vários tipos de bactérias, que formam a nossa microbiota. O problema é que quando ela está debilitada ou machucada, funciona como uma porta de entrada para os micro-organismos patogênicos”, explica o dermatologista Caio Lamunier, do Hospital das Clínicas de São Paulo e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Os sintomas é vermelhidão, dor, calor e inchaço no local afetado. E o problema aparece mais em partes específicas do corpo. “Na verdade, existem áreas em que as bactérias estão presentes em maiores quantidades. Como na virilha, regiões de dobras, e no pé.

Por isso, elas podem contaminar micoses não tratadas e tendem a atacar também os membros inferiores, que possuem um tipo de circulação diferente”, afirma a também dermatologista Damaris Ortolan, membro da SBD.

Publicidade

Principais sintomas

Alguns dos sintomas que ajudam a identificar um caso de celulite infecciosa incluem:

  • Dor no local afetado;
  • Regiões extensas vermelhas pelo corpo;
  • Região extensa e vermelha na parte do corpo afetada;
  • Febre acima de 38ºC;
  • Inchaço na pele, podendo ocorrer produção de pus;
  • Ínguas perto do local afetado.

Como confirmar o diagnóstico

Pois, na maioria dos casos, a celulite infecciosa é identificada pelo dermatologista apenas através da observação dos sinais e sintomas, no entanto, como os sintomas podem ser muito semelhantes a outros tipos de infecção na pele, especialmente erisipela, o médico também pode pedir um exame de sangue ou até um exame para avaliar, em laboratório, uma amostra da pele afetada, para confirmar o tipo de bactéria que está causando a infecção.

Mas como evitar celulite infecciosa? 

E apesar de o tratamento ser relativamente simples – geralmente, a celulite infecciosa pode ser tratada com antibiótico – não dá para descuidar. “Caso contrário, a infecção local pode se alastrar, ficar mais profunda e até atingir outros locais. Os casos podem ser até mais graves em crianças, idosos e em pacientes imunossuprimidos”, afirma Caio Lamunier.

De acordo com Damaris Ortolan, a melhor forma de prevenção da celulite infecciosa é manter a pele saudável. “É preciso hidratá-la constantemente. E tomar algumas precauções, como tratar feridas, machucados e micoses. Além de tomar cuidado com o local que vai depilar.”

Como diferenciar celulite de erisipela

Celulite infecciosa o que é, quais as causas e tratamento

Porém, a principal diferença entre celulite infecciosa e erisipela é que, enquanto a celulite infecciosa atinge camadas mais profundas da pele, no caso da erisipela, a infecção acontece mais à superfície. Ainda assim, algumas diferenças que podem ajudar a identificar às duas situações são:

ErisipelaCelulite Infecciosa                        
Infecção superficialInfecção da derme profunda e tecido subcutâneo
É fácil identificar o tecido infectado do não infectado, devido a manchas grandesÉ difícil identificar o tecido infectado do não infectado, com pequenas manchas
Mais frequente nos membros inferiores e na faceMais frequente nos membros inferiores

Porém, os sinais e os sintomas destas doenças são muito parecidos, e por isso o clínico geral ou dermatologista deve examinar a área afetada e pode pedir vários exames para identificar a causa correta, identificar sinais de gravidade e iniciar o tratamento mais eficaz.

Veja Também : 15 Causas de coceira vaginal remédio caseiro

Publicidade