Benefícios do ômega 3 na gravidez | Bebê super saudável

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Ômega 3 durante a gravidez, os nutrientes de qualidade são essenciais para o desenvolvimento adequado do bebé. Um deles é o ômega-3, que proporciona benefícios importantes na gravidez.

O ômega 3 é um ácido graxo essencial, o que significa que o corpo humano não pode fabricá-lo a partir de outras substâncias. Tem funções anti-inflamatórias e antioxidantes e também faz parte das membranas celulares, por isso na gravidez deve ser consumido regularmente ou complementado para desfrutar de todos os seus benefícios.

A dose diária recomendada

A dose diária recomendada de ácidos graxos polinsaturados ômega 3 é de 2 gramas por dia para as mulheres grávidas durante os primeiros seis meses, aumentando para 2 a 2,5 gramas durante o terceiro trimestre de gravidez e amamentação.

Os seus benefícios na gravidez incluem;

  • Melhora a função cognitiva e neurológica do bebé: favorece o desenvolvimento cerebral.
  • Ajuda o desenvolvimento da visão e do sistema nervoso do bebé em desenvolvimento.
  • Reduz o risco de parto prematuro: de acordo com alguns estudos, os suplementos de ácidos graxos ômega 3 prolongam a gravidez por 4 a 6 dias, reduzindo o risco de parto prematuro.
  • Diminui o risco de pré-eclâmpsia — Como a pré-eclâmpsia e a hipertensão durante a gravidez está associadas à vasoconstrição, acredita-se que os ácidos gordos ômega-3 podem ajudar a melhorar estas condições.
  • Reduzir as constipações do bebé: Tomar ômega-3 na gravidez ajuda os bebés a ter menos sintomas de constipação e doenças de curta duração nos primeiros meses de vida.
  • Diminui a probabilidade de depressão na gravidez: considerada uma fonte natural de tratamento do humor, tomar ômega-3 reduz o risco de altos níveis de sintomas depressivos na gravidez.
Benefícios do ômega 3 na gravidez

Principais alimentos ricos em Ômega 3

O ômega 3 é encontrado principalmente em peixes azuis (sardinha, anchova, anchova, bonito, atum, carapau, licença, salmão, cavala, arenque, congro, truta marinha, tainha vermelha, espadarte, pregado) e frutos-do-mar (mexilhão, ostras, berbigão).

Embora seja recomendado limitar o consumo de peixe e marisco durante a gravidez a um máximo de três porções por semana porque um elevado teor de mercúrio no peixe pode prejudicar o feto, não há dúvida que os ácidos essenciais são benéficos para o desenvolvimento do bebé e para evitar complicações na gravidez.

Publicidade

O ômega-3 também pode ser encontrado em outros alimentos como leite, iogurte, biscoitos, cereais e ovos enriquecidos com ômega-3, nozes, amêndoas, sementes de linhaça, e sementes de abóbora.

Dieta rica em ômega 3

Vamos conferir um exemplo de um cardápio de três dias que a gestante pode seguir para garantir a quantidade necessária para diminuir o risco de depressão pós parto, aumentar a inteligência e diminuir o risco consideravelmente das alergias no bebê:

Dia 1Dia 2Dia 3
Café da manhã1 copo de suco de laranja1 crepioca com sementes de chia e queijo minas1 laranja1 iogurte com linhaça 1 tapioca com queijo e cocô ralado1/2 abacate amassado1 suco de cenoura 30 g de nozes1 pão integral como gergelim e manteiga1 banana
Lanche da manhã1 pera2 biscoitos cream crackerSuco de couve com limão1 tangerina 2 biscoitos maizena
Almoço ou JantarFusilli cozido com 1 posta de salmão desfiado e azeitonassalada de alface, tomate e pepino1 manga2 panquecas com recheio de uma lata de atum com molho de tomate, cebola e pimentãoSalada verde5 morangos2 Sardinhas assadas2 colheres de arroz1 concha de feijãoCouve à mineira2 fatias de abacaxi
Lanche da tarde1 taça de mingau de aveia com 2 castanhas1 copo de vitamina de banana + 2 colheres de aveia1 iogurte1 pão integral com queijo
Ceia1 punhado de cereais integrais2 colheres de frutos secos3 biscoitos integrais

Um nutricionista poderá indicar um outro cardápio pessoalmente numa consulta, que se adeque ao seu gosto pessoal.

Esta informação foi útil? Compartilha ❤

Publicidade