Benefícios do Carvão Ativado para Saúde

O carvão ativado é um pó preto, fino e sem cheiro, usado com frequência em salas de emergência para tratar overdoses. Suas propriedades de absorção de toxina têm uma ampla gama de usos medicinais e cosméticos, embora nenhum seja cientificamente comprovado. 

Superaquecimento de fontes naturais de carbono, como a madeira, produz carvão ativado. O pó preto impede que as toxinas sejam absorvidas no estômago ligando-se a elas. O corpo é incapaz de absorver carvão, e assim as toxinas que se ligam ao carvão deixam o corpo nas fezes.

No entanto, este remédio também impede que o intestino absorva vitaminas, minerais e medicamentos, por isso deve ser usado com moderação e em horários diferentes dos outros medicamentos.

Como é feito o carvão ativado?

O carvão ativado é obtido a partir da queima das fontes de carbono, como alguns tipos de madeiras, detritos ou casca de coco em temperaturas controladas, que remove todo o oxigênio. Isto leva a abertura de poros, lhe conferindo a propriedades de um ótimo absorvente. Por isso é considerado um potente detoxificante.

 Carvão Ativado para Saúde

Benefícios do Carvão Ativado

 1. Elimina os gases

A principal função do carvão vegetal ativado é a absorção. Ele consegue adsorver os gases intestinais, reduzindo o inchaço, dores e desconfortos intestinais.

2. Trata a intoxicação

Como o carvão ativado tem um grande poder de adsorção, pode ser usado em situações de emergência em casos de intoxicação com produtos químicos ou numa intoxicação alimentar, por exemplo.

3. Remove impurezas da água

Algumas impurezas da água podem ser removidas com carvão vegetal ativado como pesticidas, vestígios de lixo industrial e alguns químicos, sendo por isso muito usado em sistemas de filtração de água.

4. Clareia os dentes

O carvão vegetal ajuda a branquear os dentes manchados pelo café, chá ou fumo do tabaco por exemplo.

O carvão pode ser utilizado 2 a 3 vezes por semana, colocando-o na escova e escovando os dentes. Além disso, já existem pastas de dentes à venda em farmácias, que têm carvão ativado na sua composição.

5. Ajuda a prevenir a ressaca

O carvão vegetal impede a absorção de outros químicos que compõem as bebidas alcoólicas, como adoçantes artificiais, sulfitos e outras toxinas, por isso, ajuda a reduzir os sintomas da ressaca.

Além disso, o carvão vegetal ativado também pode ser usado em casos de enterite, colite e enterocolite, aerofagias e meteorismo. No entanto, ele não é capaz de absorver o álcool, derivados do petróleo, potássio, ferro, lítio e outros metais.

6. Promove função renal

Ele melhora a função renal, conseguindo eliminar resíduos tóxicos. Isso é muito útil para quem sofre de doença nos rins.

Ele funciona reduzindo resíduos que os rins tem a função de filtrar. Pacientes com problemas nos rins, tem dificuldade ou não podem filtrar esses resíduos.

Existem dois estudos. Um demonstrou a melhora na função renal com uso de carvão ativado. Outro estudo (2) mostrou uma diminuição nos resíduos e nos níveis de ureia no sangue.

7. Detox na pele

Ele mostrou eficácia no tratamento contra cravos e espinhas.

Ele promove a limpeza da pele, removendo a oleosidade em excesso, reduzindo os poros e cravos. O carvão ativado é capaz de eliminar danos externos, como resíduos de maquiagem, poluição e toxinas. Com tempo ele promove um clareamento natural.

Esses são todos os benefícios e vantagens baseados em pesquisas e estudos. Se restar alguma dúvida, basta perguntar nos comentários abaixo.

Carvão ativado faz mal?

Não faz mal, mas alguns cuidados devem ser tomados antes de fazer uso do mesmo, como:

  • Só ingerir o carvão ativado uma hora antes ou uma hora após as refeições;
  • Se faz uso de medicamentos contínuos não tomar o carvão vegetal, pois ele pode impedir a ação do medicamento;
  • Em casos de úlceras e problemas gastrointestinais severos, não utilizar.
  • Em excesso pode causar sintomas desagradáveis, como prisão de ventre ou diarreia, ou até vômito.

Como usar

O carvão vegetal pode ser encontrado na forma de cápsulas, pó e tabletes. A dose varia de acordo com a indicação de uso, e somente um médico ou nutricionista especializado devem indicar o uso e a dose necessária.