Alimentos que fazem mal para os rins

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Conheça quais são os alimentos que fazem mal para os rins e evite-os na dieta, principalmente se você já tem o histórico de problemas renais.

A sua dieta, ou seja, tudo aquilo que você come, afeta a saúde dos seus rins, principalmente se você sofre com alguma condição renal.

Os rins realizam muitas funções importantes. Por exemplo, eles regulam a quantidade de líquido em seu organismo, ajudam a controlar a pressão arterial, filtram os minerais e proteínas do sangue, removem os resíduos através da urina e são responsáveis pela produção de hormônios.

Rins com problemas podem realizar um trabalho ruim ao filtrar o sangue, fazendo com que os minerais e proteínas se acumulem em seu organismo.

Alimentação e rins, veja o que evitar para não os pôr em risco!

Alimentos que prejudicam os rins são ricos em substâncias como colesterol, sódio e potássio. Agora que você conhece a relação entre alimentação e rins e viu quais substâncias podem prejudicar estes órgãos, precisa saber também em quais produtos e alimentos elas são mais abundantes para poder elaborar uma dieta mais saudável.

alimentos que fazem mal aos rins

Sódio 

Presente em alimentos ultraprocessados, como embutidos, enlatados, refrigerantes, salgadinhos, biscoitos recheados e outras guloseimas. Estes, aliás, são os alimentos que prejudicam os rins de forma severa. Prefira produtos frescos e habitue-se a cozinhar sem ou usando muito pouco sal.

Colesterol 

Presente nos alimentos ricos em gordura animal, por exemplo, leite integral, manteiga e queijos amarelos, e em vísceras, como coração, rim e miolo. Uma dica é cozinhar os alimentos no vapor ou na grelha ao invés de fritá-los.

Publicidade

Potássio 

Apesar de saudáveis, algumas frutas, legumes e verduras entram no grupo de alimentos que prejudicam os rins por serem ricos em potássio, a exemplo da banana, da cenoura e das folhas da beterraba. A dica é descascá-los e deixá-los de molho antes de cozinhá-los. A água do cozimento deve ser descartada.

Triglicérides 

Presentes em massas e pães, além de bebidas alcoólicas. Alimentos com grandes quantidades de açúcar, como balas e doces, em geral, também contém altos índices de triglicérides.
Pessoas que sofrem de doenças renais severas, como insuficiência renal crônica, devem ainda controlar a ingestão de proteínas, presentes, por exemplo, nas carnes, nos ovos e nos derivados de leite.

Neste caso, é necessário procurar a orientação de um médico para ele indicar o tratamento mais adequado e, também, de um nutricionista para saber qual dieta deverá ser seguida para evitar problemas.
Agora que você sabe como alimentação e rins estão ligados, não ceda à tentação das guloseimas. Tente sempre manter uma alimentação e hábitos de vida saudáveis. Seus rins e todo do seu corpo agradece!

Pessoas com insuficiência renal crônica, devem ainda controlar a ingestão de proteínas, presentes, por exemplo, nas carnes, nos ovos e nos derivados de leite. Neste caso, é necessário procurar a orientação de um médico para ele indicar o tratamento mais adequado e, também, de um nutricionista para saber qual dieta deverá ser seguida para evitar problemas.

Sintomas de problemas nos rins

  • Sangue na urina;
  • Urina com muita espuma que demora a desaparecer;
  • Inchaços nos pés, tornozelos e coxas;
  • Desenvolvimento súbito de hipertensão;
  • Anemia;
  • Cansaço frequente e pouco ânimo;
  • Falta de apetite, náuseas e vômitos;
  • Dor muito forte na região lombar que irradia para a virilha e não tem relação com os movimentos do tronco.

→ Diagnóstico da insuficiência renal

O diagnóstico é realizado a partir da observação de alguns sintomas e realização de exames laboratoriais.

São sintomas de insuficiência renal a nictúria (vontade de urinar durante a noite), oligúria (pouca produção de urina) e o oposto, que é a poliúria (produção elevada de urina), prurido, náusea, vômito, perda de apetite, atrofia testicular, amenorreia (ausência de menstruação), ‘deficit’ cognitivo, confusão mental, entre outros sintomas, até mesmo o coma.

Além disso, os sintomas citados anteriormente possam ser indicativos de insuficiência renal, é necessária a realização de exames laboratoriais para a conclusão do diagnóstico, como o de dosagem de creatinina sérica, além de exames de imagem.

Publicidade